Header Ads


Nos três primeiros meses de pandemia, Pará já perdeu quase 14.200 vagas de trabalho

Em maio, pelo terceiro mês consecutivo, o Pará apresentou perda de postos de trabalhos formais, atingindo a grande maioria dos setores econômicos, com destaque para os ramos do comércio, indústria, agropecuária e construção. Para o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), autor do estudo, a queda é um dos reflexos econômicos da pandemia no Estado.

Segundo o Dieese, o comércio apresentou queda de 2.102 vagas de emprego; seguido da indústria, com a perda de 356 postos de trabalhos; da agropecuária, com 176 postos de trabalhos a menos; e do ramo da construção, com a perda de 138 oportunidades.

Ainda de acordo com o Dieese, no mês de maio, foram feitas, em todo o Estado, 13.536 admissões contra 16.093 desligamentos, gerando um saldo negativo de 2.557 postos de trabalho.

Por Roma News 

Nenhum comentário