Header Ads




Pais de estudantes assinam manifesto contra atitudes do Colégio Dom Amando durante a Pandemia da Covid-19

Uma carta assinada por centenas de pais de alunos, foi enviada para a direção do Colégio Dom Amando, manifestando insatisfação pela forma como as aulas vem sendo oferecidas desde que começou o distanciamento social, provocado pelo novo Coronavírus, e pedindo atenção e eficiência nos serviços oferecidos ao corpo discente.

Sensibilizados com a situação que vem ocorrendo no mundo, os pais afirmam no documento que sempre estiveram dispostos a contribuir com a direção do CDA para o andamento das atividades escolares, no entanto, nunca receberam o retorno esperado, devido as barreiras impostas e, inclusive, ao desrespeito da diretoria que opta em usar as redes sociais para divulgar comunicados sem, sequer, dar oportunidade para “ouvir” a comunidade escolar, demonstrando autoritarismo e total falta de respeito.

Outra insatisfação se refere ao valor da mensalidade. Os pais estão sendo obrigados a pagar por um autoestudo, uma vez que até o final do mês de abril, apenas eram enviadas apostilas e atividades escolares, via e mail, deixando os alunos a mercê da própria inteligência.

Mesmo com a tradição e fama de melhor colégio, o Dom Amando ainda não conseguiu mostrar eficiência no ensino. Os pais afirmam que já houve tempo suficiente para isso, uma vez que foram antecipadas as férias escolares. Mas, no retorno às aulas, no dia 3 de junho, apenas foi apresentada uma plataforma de comunicação ineficiente que dividiu o fracasso com a internet do Colégio que logo no segundo dia de “aula” apresentou problemas, deixando os alunos mais uma vez sem estudar.

Os manifestantes reclamam ainda da falta de investimento do Colégio para a própria educação interna. As evidências está na reforma do prédio e na educação, que com a pandemia, deixa a desejar, diferente de outras instituições educacionais que ganharam força e seguem com o calendário escolar sem risco de fracasso no ano letivo.

Além de querer um retorno de qualidade, os pais dos alunos do CDA, querem que a instituição respeite a Lei 9.065/2020, que estabelece no mínimo 30 por cento de desconto nas mensalidades escolares.

Atualmente, o Colégio Dom Amando apenas oferece um desconto irrisório, para pagamento feito somente até a data determinada pela direção, embora todos estejam cientes que houve dimininuição nas despesas do Colégio e, consequentemente, aumento de custo dos alunos que passaram a ficar mais tempo em casa.

Os pais aguardam retorno da direção do Colégio Dom Amando, que já demonstrou por meio da imprensa que não tem interesse em diálogo.

Blogdocarpê 

Nenhum comentário