Header Ads




Procurador do Pará acusado de racismo será julgado em sessão do CNMP nesta terça-feira, 16


Está marcado para esta terça-feira, 16, o julgamento do procurador Ricardo Albuquerque da Silva na sessão do pleno do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O procurador é acusado de racismo e responde a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por ter proferido comentários racistas sobre os indígenas, em novembro do ano passado, em palestra a alunos do curso de direito no prédio do Ministério Público do Pará (MPPA).

O julgamento poderá ser acompanhado por meio do site do CNMP. Ele foi denunciado porque, após a palestra revê um áudio vazado onde ele dizia que que “o problema da escravidão no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar”, teria dito o procurador em sua fala no evento.

À época da denúncia, Ricardo Albuquerque exercia função de ouvidor do MPPA. Ele chegou a ser afastado do cargo, mas em 6 de fevereiro deste ano reassumiu o cargo de ouvidor-geral do órgão, em sessão do Colégio de Procuradores de Justiça.

A polêmica envolvendo Ricardo Albuquerque teve início no dia 26 de novembro, depois do vazamento do áudio. "Eu não acho que tenhamos dívida nenhuma com quilombolas. Nenhum de nós aqui tem navio negreiro... Nenhum de nós trouxe pessoas da África para ser escravizada no Brasil...", proferiu ele na ocasião.

Por Roma News 

Nenhum comentário