Header Ads




Santarém alcança 74% da meta de vacinação contra a Influenza

Santarém avança nas estratégias de imunização da população, buscando organizar o sistema de vacinas do município para o alcance das metas das campanhas do Ministério da Saúde (MS). Nesta terça-feira (09), em que se comemora o dia da imunização, o município alcançou 74% da meta, correspondente a 60.415 pessoas, de um público total de 82.872. A campanha contra a Influenza segue até o próximo dia 30 e cada Unidade segue com o cronograma e suas estratégias para atender a população e evitar aglomerações, mesmo momento de pandemia.

Para a secretária municipal de Saúde, Dayane Lima, é motivo de alegria, no dia dedicado à imunização, comemorar dados importantes. “Apresentamos dados que refletem o trabalho de muita seriedade nesta campanha de vacinação contra a Influenza, que busca a garantia da manutenção da saúde da população santarena. Mesmo com o momento de pandemia do novo Coronavírus o governo municipal não perde o foco com as metas que são propostas pelo Ministério e este resultado é a prova disso. Vamos seguir, sempre trabalhando para trazer benefícios de saúde aos santarenos”, destacou a secretária.

De acordo com o prefeito Nélio Aguiar, além de medidas de prevenção e combate ao novo Coronavírus é necessário proteger a população de outras doenças, como a gripe comum.

“Apesar da vacina contra a influenza ter eficácia, somente nos casos de gripe comum, a imunização neste momento da pandemia da Covid-19 protege a população e auxilia os profissionais de saúde, quanto a avaliação e diagnóstico de possíveis casos de Covid-19”, argumentou Nélio.

Cronograma - A vacinação da campanha contra a influenza segue o cronograma da terceira etapa com os seguintes grupos prioritários:

- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos

- Gestantes

- Puérperas (mães até o 45º dia do pós-parto)

- Professores

- Pessoas entre 55 e 59 anos

Entidades e instituições como o Ministério da Saúde; a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm); Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS); Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), reforçam que mesmo neste momento pandêmico é vital, para a saúde da população, manter a carteira de vacinação atualizada, inclusive as vacinas de rotinas. As vacinas de rotinas são ministradas de acordo com o programa Estratégias de Saúde da Família (ESF), das Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Blogdocarpê 

Nenhum comentário