Header Ads




Secretária de Comunicação do Governo tenta enganar Blogs e Portais do Amazonas

Pressionada pelos grandes veículos de comunicação do Estado, que querem aumentar as respectivas verbas, a secretária estadual de Comunicação, Daniella Assayag, e o executivo que toma conta das mídias sociais, Bruce Cardoso, tentaram enganar donos de sites e portais, dizendo que tinham determinação do Tribunal de Contas para suspender a publicidade destinada a eles, mas foram desmentidos em nota oficial pelo diretor de comunicação do TCE-AM, Elvis Chaves.

Agências de publicidade do Governo também tentaram levar a mentira adiante.

No início do mês alguns donos de sites foram comunicados que a Secretaria de Comunicação teria dificuldades para fazer publicidade com eles por conta de uma recomendação do procurador Carlos Alberto Almeida, do Ministério Público de Contas. O documento alegado jamais foi enviado a nenhum empresário de comunicação.

Almeida é pai do vice-governador, Carlos Almeida (PTB). Mas não tem autonomia para suspender qualquer pagamento ou projeto do Estado. Ele apenas pode sugerir ao Tribunal de Contas que adote alguma medida. Por isso a “recomendação” passou a ser colocada sob suspeita pelos donos de sites e portais, que procuraram o TCE-AM para tirar a limpo a situação.


Hoje o jornalista Elvis Chaves divulgou a seguinte nota oficial:

Nota de Esclarecimento

Em virtude de informações repassadas pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) de que o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), havia determinado a suspensão de publicidades em portais e blogs de notícias, conforme relatado por jornalistas, esta Diretoria de Comunicação Social esclarece que:
1) Nenhuma decisão monocrática ou colegiada foi tomada pelo TCE-AM, portanto, a informação não procede.

2) Somente ao TCE, em particular aos relatores e à presidência, cabe a emissão de recomendações por ofícios, medidas cautelares, entre outros expedientes, aos jurisdicionados.

3) A decisão de suspender qualquer serviço de publicidade é da própria Secom.

4) Por fim, relembramos que, no último dia 20 de maio, o TCE-AM homologou um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), autorizando a Secom a realizar novos contratos publicitários relacionados com a Covid-19, permitindo a ampliação dos serviços de comunicação em prol do enfrentamento e da prevenção ao Coronavírus.

No mais, informo que esta Diretoria continua à disposição dos senhores, para qualquer esclarecimento. Dúvidas, favor encaminhá-las ao e-mail comunicacao@tce.am.gov.br

Elvis Chaves
Diretor de Comunicação do TCE-AM

Nenhum comentário