Header Ads




Alberto Beltrame renuncia à presidência do Conass e se afasta do cargo de secretário da Sespa

Secretário de Saúde do Pará 2020 Alberto Beltrame — Foto: Bruno Cecim/Agência Pará

O secretário Alberto Beltrame se licenciou do cargo na Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e renunciou à presidência do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) nesta quarta-feira (1º). Em seu lugar, o governador Helder Barbalho convidou o delegado da Polícia Federal Rômulo Rodovalho para ser o novo secretário da Sespa.

Alberto Beltrame é investigado pela Polícia Federal por supostas fraudes na compra de respiradores pulmonares pelo Governo do Pará para ajudar no combate ao novo coronavírus. Sua residência em Belém e em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foram alvos da operação e agentes apreenderam bens do ex-secretário.

Além disso, Beltrame também teve o sigilo bancário quebrado pelo Tribunal de Justiça do Pará após a promotoria do Ministério Público do Pará (MPPA) entrar com uma ação de improbidade administrativa pela compra de mais de um milhão garrafas pet de 240 ml por R$ 1,50 cada, por meio de processo de dispensa de licitação. O total da compra saiu a R$ 1,7 milhão aos cofres públicos.

No comunicado, o ex-secretário informou que está se licenciando do cargo da Sespa e renunciando da presidência do Conass para cuidar da saúde e se dedicar à defesa dos casos que é investigado por suposta compra fraudulenta sem licitação.

"Nada tenho a esconder ou temer. Ressalto que todo o meu patrimônio é fruto de 35 anos de trabalho e está todo declarado em meu imposto de renda, o qual, disponibilizarei a qualquer autoridade investigativa se necessário", afirmou Beltrame.

"Nada fiz de errado. Não cometi nenhum desvio de conduta, neste momento ou em toda a minha vida pregressa", concluiu.

Novo secretário

O Governador Helder Barbalho convidou o delegado da Polícia Federal Rômulo Rodovalho para assumir o cargo de secretário de Saúde do Estado do Pará. De acordo com o governado, Rodovalho chega com a tarefa de restabelecer a confiança da sociedade com o Governo.

"A sociedade exige transparência e respostas e eu concordo com estas exigências. Não podemos ficar surpreendidos ou tentando correr atrás do prejuízo. Temos que retomar nosso rumo, o caminho que o governo vinha trilhando, que é o caminho do trabalho e da prestação de bons serviços ao povo paraense", disse o governador.

Ainda segundo Barbalho, o corpo técnico da Sespa continua sob a direção de Sipriano Ferraz, diretor da Policlínica Metropolitana e Itinerante.

"No que depender de mim, do meu esforço pessoal, estes eventos serão esclarecidos. Temos os inquéritos da Polícia Civil e sindicâncias abertas para apurar tudo o que for necessário e punir eventuais responsáveis", encerrou.

Fonte G1 Pará

Nenhum comentário