Header Ads




Cesta básica do paraense tem alta de quase 10% no primeiro semestre de 2020

Em junho, pelo terceiro mês consecutivo, a alimentação básica dos paraenses voltou a apresentar alta de preço com reajuste de 0,11% em relação ao mês de maio. Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA), no mês passado, a cesta básica custou R$ 453,87 e comprometeu quase 47% do salário mínimo atual.

O balanço do Dieese/PA mostra alta nos preços da maioria dos produtos pesquisados, com destaque para o arroz com reajuste de 5,63%, seguido do óleo de soja com alta de 4,76%, feijão com alta de 3,06%, açúcar com alta de 1,42%, café com alta de 0,60%, manteiga com alta de 0,55%, carne bovina com alta de 0,45% e do leite com alta de 0,21%.

Também em junho, alguns produtos apresentaram recuos de preços, são eles: tomate com queda de 2,39%, seguido da farinha de mandioca com queda de 1,57% e da banana com queda de 0,79%.

Ao todo, no primeiro semestre, a alta acumulada foi de 9,6% contra uma inflação estimada para o mesmo período em torno de 0,5%.

Segundo o Dieese, no primeiro semestre deste ano, a maioria dos produtos apresentaram altas de preços, com destaque para o feijão com reajuste acumulado de 53,37%, seguido do tomate com alta de 38,74%, arroz com alta de 19,92% e farinha de mandioca com alta de 19,14%. Apenas dois produtos apresentaram quedas de preços, são eles: carne bovina com recuo de 4,36%, seguida da Manteiga com queda de 0,25%.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário