Header Ads




Após capturado em Tucuruí, polícia transfere para Belém condenado pelo assassinato dos ambientalistas Maria e José do Espírito Santo

Lindojhonson Rocha estava foragido desde 2015 da Penintenciária de Marabá
Condenado pelo assassinato dos ambentalistas Lindojhonson Silva Rocha, José Claudio e Maria do Espírito Santo, crime ocorrido em maio de 2011, em Nova Ipixuna, sudeste paraense, Lindojhonson Silva Rocha, estava foragido desde 2015 e foi capturado na sexta-feira, 7, em Tucuruí. Na manhã deste sábado, 8, ele foi transferido para Belém.

Lindojhonson foi escoltado por agentes da segurança pública estadual e chegou por volta das 10h40 no hangar do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), e de lá levado para a Central de Triagem da Marambaia.

O condenado pegou 43 anos de prisão pelo assassinato dos ambientalistas, crime de grande repercussão nacional e internacional. O casal liderava projetos de agricultura sustentável, em parceria com a Comissão Pastoral da Terra, em Nova Ipixuna.

Depois da condenação, em julgamento realizado em 2013 na capital, no dia 15 de novembro de 2015, Lindojhonson fugiu da Penitenciária Mariano Antunes, em Marabá, também na região sudeste.

A Polícia Civil afirma que seguirá com outras investigações, apurando a possível participação de Lindojhonson em outros crimes cometidos na localidade onde ele foi recapturado. Pois já há informações de que ele usava um nome falso na região, o diretor de Polícia do Interior, delegado José Humberto de Melo Júnior.

Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário