Header Ads




'Colheita Maldita' erradica 200 toneladas de maconha em três municípios paraenses

Crédito: Polícia Civil

Mais de 400 mil pés de maconha foram erradicados durante operação Colheita Maldita II, da Polícia Civil do Pará, nos municípios de Cachoeira do Piriá, Garrafão do Norte e Concórdia do Pará, entre os dias 8 e 17 de agosto. No total, foram encontradas 200 toneladas da erva em 219 mil metros quadrados de plantação irregular.

A operação teve início em Cachoeira do Piriá. O local já havia sido alvo de pelo menos quatro operações e já possuía as coordenadas do plantio. Foram destruídos cerca de 8 mil pés de maconha em quatro pontos da região localizada na Vila do Encruzinho, zona rural do município, fronteira com o estado do Maranhão.

Durante a ação, também foi detectado crime ambiental. Os criminosos desmataram uma área para iniciar nova plantação. Além disso, as equipes da Polícia Civil encontraram armadilhas para caça, feitas para subsistência dos cultivadores, já que eles passam vários dias na mata.

Em conjunto com a Policia Federal foram identificados 100 pontos de plantação, durante minuciosa investigação via satélite e com apoio de helicóptero do Graesp. As áreas de plantio estavam nos municípios de Garrafão do Norte e Nova Esperança do Piriá.

Em Concórdia do Pará, região do Rio Capim, a operação “Colheita Maldita II” erradicou mais de 45 roças de maconha com apoio das forças integradas. Cerca de 200 mil pés de maconha e várias sementeiras foram queimadas após perícias e medições nas áreas.

As equipes encontraram roças com pés variando entre pequenas e médias, roças prontas para colheita e plantas já colhidas e secando, fazendo um total de quase 200 mil pés, aproximadamente 45 toneladas de maconha, com um valor de prejuízo estimado para o tráfico de R$ 30 milhões.

Fonte: Agência Pará/ Roma News 

Nenhum comentário