Header Ads




Associação vai fazer manifestação defendendo a retomada das aparelhagens no Pará

Crédito: Bruna Brandão

Uma manifestação marcada para a próxima quarta-feira, 12, vai pedir a retomada das festas de aparelhagens no Pará. Segundo o presidente da Associação das Aparelhagens e Casas de Shows do Pará (Apassepa), Ademar Gonçalves, que reivindica a liderança do movimento, a entidade representa mais de 50 mil aparelhagens que querem a volta gradativa dos eventos.

Ele destaca que o setor foi um dos primeiros a paralisar por causa da pandemia e será um dos últimos a voltar. Enquanto isso, trabalhadores da noite em geral, como DJs, bandas e casas de show que dependem dos eventos, passam necessidades.

Para Ademar, a alternativa seria o retorno, neste primeiro momento, das casas de show abertas, obedecendo regras de distanciamento social, com grupos de até quatro pessoas por mesas, com distância de 1,5 metro entre elas e todos sentados, além dos materiais de higiene e proteção, como máscaras e álcool em gel.

Ele quer ainda a flexibilização do horário de funcionamento dos estabelecimentos. De acordo com Ademar, o horário liberado para restaurantes na capital de até 23h não representa o público das aparelhagens que ”começa a sair de casa às 22h”.

Ele disse também, que um dos motivos para a retomada seria uma suposta baixa na infecção pelo vírus da covid-19. Segundo ele, houve uma queda de 77%: “Eu vi na Globo”.

A manifestação ocorre no dia 12 de agosto, às 9h, em frente ao gabinete da Prefeitura de Belém, na Avenida Nazaré, com o mote “A paciência acabou: Chegou a hora de reagir”.

Nenhum comentário