Header Ads




Lojas ignoram Procon e cimento em Santarém é 100% mais caro que em outras 7 capitais

Santarém – O preço da saca de cimento de 50kg em Santarém custa 100% a mais que em Brasília (DF). Enquanto na Pérola do Tapajós o valor médio é de R$ 45, no Distrito Federal é de R$ 21 , conforme levantamento do Blogdocarpê em 28 lojas de materiais de construção nas dez maiores capitais. Em Brasília, os preços variam entre R$ 21 e 24,86. Ainda na região Centro-Oeste, Goiás tem preços variando entre R$ 22,90 e R$ 26,90.

As lojas de material de construção em Santarém ignoram o Procon, que em julho fiscalizou alguns estabelecimento para apurar sobre o aumento de preços em plena pandemia.

No Norte, os preços são maiores. Em Belém (PA), o menor valor apurado foi de R$ 45 e o maior de R$ 54. Em Palmas (TO), o preço varia de R$ 32 a R$ 33 e não foi encontrada mudança no valor pago em dinheiro ou no cartão. Em Santarém, os preços variam entre R$ 45 e R$ 54 considerando também a forma de pagamento: à vista ou no crédito.

No Nordeste, o preço médio é de R$ 35. O valor foi encontrado em lojas de Recife e Fortaleza, onde variam entre R$ 23,90 e R$ 35. Em uma das lojas consultadas em Recife, no entanto, o cimento estava em falta.

Na região Sudeste, Rio de Janeiro e São Paulo têm preç[o médio de R$ 30. No Rio, o cliente paga entre R$22,90 e R$ 31,25, enquanto em São Paulo o produto é ofertado por R$ 24,50 e R$ 29,95.

A média desses preços se mantém a mesma no Sul do país. Em Curitiba e Porto Alegre os preços estão entre R$ 22,20 e R$ 29,90. No Rio Grande do Sul está instalada a sede da fábrica de cimento Mizu, que tem filial em Manaus.

Veja os maiores valores em cada localidade pesquisada.

Blogdocarpê 

Nenhum comentário