Header Ads




Policia Militar vai a juri popular acusado de uma morte e de cinco tentativas de homicídio

Crédito: Redes Sociais

O policial militar Gilson dos Santos Soares, foi pronunciado e deve enfrentar o júri popular pelos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio. No dia 28 de junho de 2018 ele foi apontado como o autor dos disparos que mataram Sonia da Silva Viana e feriram outras cinco pessoas.

Em sua decisão, nesta segunda-feira, 24, o juiz Gabriel Veloso de Araújo observa que o réu Gildson Soares está respondendo ao processo em liberdade por força de um Habeas Corpus, que ele ainda pode recorrer da decisão, e que as medidas cautelares impostas a ele continuam valendo.

De acordo com a denúncia, por volta de 15h30 do dia 28 de junho de 2018, na Avenida Angelim, com a rua Cedro, bairro Santarenzinho, Gildson disparou vários tiros de pistola .40 em um veículo onde estava Sônia, o marido dela, um amigo e filhos do casal. O crime teria sido motivado por disputa de terrenos na ocupação do Juá. Sônia que estava no banco de trás do carro foi atingida por dois disparos nas costas e morreu ainda no local.

Ao se apresentar à Policia, Gilson disse que atirou porque um dos ocupantes do carro teria apontado uma arma em sua direção.

Fonte: G1

Nenhum comentário