Header Ads




Avião usado por Paulo Bengtson pertence à igreja e não poderia ser usado por deputado, diz Anac

Segundo informações do próprio parlamentar ele viajou para acompanhar a convenção de seu partido em Altamira, no sudeste do Pará
Crédito: Reprodução Redes Sociais

O deputado federal pelo Pará, Paulo Bengtson (PTB), corregedor da Câmara, usou um avião que pertence à Igreja do Evangelho Quadrangular do Pará, e que segundo a Agência Nacional de Avião Civil (Anac), não poderia ser usado em política, como foi o caso, já que o avião foi usado nesta segunda, dia 14, par transportar o deputado à convenção do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em Altamira, região Oeste do Pará.

Antes de chegar ao destino, porém, o piloto precisou fazer um pouso forçado em Anapu, município próximo à Altamira. Apesar do susto, o deputado sofreu apenas leves escoriações nas pernas e na cabeça, e ninguém mais se feriu. Ele chegou a participar da convenção e declarou, direto do evento, que após o término se sentisse dores passaria em um hospital.

Segundo a Anac, o avião não pode ser usado em política por pertencer à Igreja do Evangelho Quadrangular do Pará, da qual o parlamentar é presidente. Ele também ocupa o cargo de secretário-geral do conselho nacional de diretores da igreja.

Porém, a um portal de notícias nacional Paulo Bengtson declarou que estava em “em processo de aquisição da aeronave”. Segundo ele, a venda já estava quase concretizada. “A venda já foi liberada pelo conselho nacional da igreja em nossa última reunião”, declarou o deputado e pastor.

Ainda pelo registro da Anac, o avião só poderia ser usado para uso particular do dono, sem autorização, portanto, para serviço de táxi aéreo. “A aeronave é de uso exclusivo para os serviços da igreja. Nesse caso específico, como estamos em processo de aquisição, fizemos essa viagem. Foi o meu voo inaugural, e o primeiro com fins políticos”, disse Bengtson.

“Ainda nem sequer paguei o combustível. De qualquer forma, as manutenções, os salários dos pilotos e o combustível são de minha responsabilidade como novo proprietário da aeronave”, afirmou ele.

Fonte: O Antagonista

Nenhum comentário