Header Ads




Justiça decreta prisão preventiva de padrasto suspeito de abusar de adolescente que morreu após aborto

Ted Jorge, suspeito de abusar da enteada, também responde processo por homicídio qualificado e está foragido — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Justiça determinou a prisão preventiva de Ted Jorge Ferreira Moreira, padrasto suspeito de abusar sexualmente, engravidar e ajudar no aborto da adolescente Katherine da Silva Ferreira, que morreu no Hospital Municipal de Santarém, no oeste do Pará, após complicações no procedimento. O caso aconteceu em agosto de 2019 e os abusos ocorriam no município de Mojuí dos Campos, onde a família morava.

O pedido de prisão preventiva foi feito pela promotoria de Justiça em manifestação, levando em consideração a prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria, baseados em laudos e depoimentos no inquérito policial.

Outro fator levado em consideração é o histórico criminal de Ted Jorge, que já responde por outra ação penal envolvendo crimes dolosos contra a vida.

Caso Katherine

Katherine da Silva Ferreira morreu no Hospital Municipal de Santarém em agosto de 2019 — Foto: Reprodução/Facebook

A Polícia Civil de Mojuí dos Campos, no oeste do Pará, investigou se a adolescente Katherine da Silva Ferreira, 16 anos, que morreu em 3 de agosto de 2019, no Hospital Municipal de Santarém, era abusada pelo padrasto Ted Jorge Ferreira Moreira.

O suspeito levou a adolescente para o hospital na tarde do dia 2 de agosto. Ela deu entrada na unidade com forte sangramento decorrente de um aborto. Passou por exame Beta HGC que confirmou a gestação, depois por ultrassonografia que mostrou que o feto estava morto, e precisou ser submetida a um procedimento cirúrgico.

No dia 3 de agosto, a mulher de Ted Jorge falou com ele por telefone e avisou que estava indo para o hospital ver sua filha, mas quando chegou à unidade não encontrou mais o marido. E segundo depoimento prestado à polícia, somente no hospital ela tomou conhecimento da gravidez e do aborto.

No dia seguinte à morte de Katherine, o pai da adolescente procurou a 16ª Seccional de Polícia Civil de Santarém para registrar boletim de ocorrência no qual informou que a filha morreu em consequência de um aborto e que havia tomado conhecimento de que o padrasto dela, Ted Jorge, abusava sexualmente da menina desde o ano de 2012.

Entre outras pessoas, foram ouvidos pela polícia a mãe, o pai, as irmãs e o irmão da adolescente. A polícia solicitou perícias ao CPC Renato Chaves. Desde a morte da adolescente, Ted Jorge fugiu.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário