Header Ads




Polícia Federal investiga empresa por comercialização irregular de ouro em Itaituba

Mandado de busca e apreensão foi cumprido na tarde desta quarta-feira, 10
Crédito: Divulgação/PF

Na tarde de hoje, 10, a Polícia Federal de Santarém cumpriu mandado de busca e apreensão na sede de uma empresa localizada no município de Itaituba, no sudoeste do Estado, alvo de investigação devido a comercialização irregular de ouro.

De acordo com a PF, a empresa praticava o “esquentamento de ouro”, atividade criminosa de fraudar documentação necessária à compra e venda de ouro, acobertando, assim, a origem ilícita do minério.

Essa investigação iniciou após o depoimento de uma mulher presa em flagrante pela posse de ouro sem a devida documentação, no dia 31 de agosto, em Itaituba. Em seu depoimento na delegacia de Polícia Federal, a mulher revelou que havia vendido ouro sem documentação, alguns dias antes de sua prisão, para a empresa investigada.

Segundo a presa, a funcionária da loja havia se oferecido para realizar um cadastro com seu CPF para lhe vincular, irregularmente, como suposta garimpeira e emitir documento falso de origem do ouro.

Fonte Roma News

*Fonte: Polícia Federal

Nenhum comentário