Header Ads




Atualização cadastral de produtores rurais começa neste domingo em todo o Pará


Crédito: Agência Pará

A partir deste domingo, 1, começa a atualização cadastral dos produtores rurais do Pará. Com duração de seis meses, a atividade será concluída em 30 de abril de 2021 e faz parte do plano estratégico para a suspensão da vacina contra a febre aftosa do Pará, parte do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PNEFA). O procedimento deve ser feito junto à unidade local da agência de Defesa Agropecuária (Adepara) na qual a propriedade é cadastrada.

O produtor que não atualizar o cadastro nesse período fnão poderá emitir Guia de Trânsito Animal (GTA). Devem fazer a atualização criadores de bovinos, bubalinos, suínos, caprinos, ovinos, equídeos, peixes, abelhas e aves.

O PNEFA tem como objetivo criar e manter condições necessárias para garantir a condição de livre da febre aftosa, por meio do fortalecimento dos mecanismos de prevenção e detecção precoce da doença. A execução do PNEFA fundamenta-se em critérios científicos e em diretrizes internacionais de vigilância da doença, conduzida com base no compartilhamento de responsabilidades entre os setores público e privado.

A atualização faz parte das ações necessárias ao avanço do Plano Estratégico 2017-2026 para que o Pará alcance o status sanitário “livre, sem vacinação contra febre aftosa”. As estratégias do programa para garantir a qualidade técnica das ações foram organizadas em dezesseis operações, agrupadas em quatro componentes: ampliação das capacidades do Serviço Veterinário Oficial, fortalecimento do sistema de vigilância, interação com as partes interessadas e transição de zona livre com vacinação para zona livre sem vacinação.

O cadastramento de propriedades rurais representa uma das bases do sistema de defesa sanitária animal concebido no País e sua existência e manutenção são condições para a classificação qualitativa do serviço veterinário oficial e inclusão em zonas livres de doenças, como, por exemplo, a febre aftosa.

Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário