Header Ads




Justiça Eleitoral defere registros de sete candidatos à prefeitura de Santarém; um foi indeferido

Condições legais foram obedecidas para registros dos deferidos. Registro do vice do candidato Coronel Tomaso (Patriota) não preencheu as condições legais.
De acordo com o despacho do juiz Claytoney Passos, Coronel Tomaso não pode concorrer sozinho e o vice não preencheu os requisitos legais — Foto: Reprodução/TRE

A Justiça Eleitoral deferiu os registros de candidaturas de sete dos oito candidatos que disputam o cargo de prefeito em Santarém, no oeste do Pará, que é o maior colégio eleitoral da região. O registro do candidato Coronel Tomaso (Patriota) foi indeferido porque o vice não preencheu as condições legais do registro.

Com as decisões do juiz da 83ª Zona Eleitoral, Claytoney Passos Ferreira, concorrem ao pleito, até então, Jesson Santos (PRTB), João Pingarilho (PSC), Maria do Carmo (PT), Nélio Aguiar (DEM), Ney Santana (PSDB), Paulo Barrudada (PSL) e Valdir Matias Jr. (PV).

Conforme a Justiça Eleitoral, o indeferimento de Coronel Tomaso ocorreu porque o vice-candidato Edinaldo da Silva Bernardo não cumpriu os requisitos dos artigos 21 e 23 da Resolução do TSE, que desrespeito ao registro da candidatura.

O Ministério Público Eleitoral manifestou-se pelo indeferimento e o juiz eleitoral acatou o pedido na segunda-feira (26). Cabe recurso.

De acordo com a decisão do juiz eleitoral, o candidato Coronel Tomaso não pode concorrer sozinho às eleições, desta forma o considerando inapto ao pleito. O indeferimento foi do registro do candidato e da chapa proposta pela coligação "Santarém, rumo ao desenvolvimento inteligente".

Em nota, a coligação "Santarém, rumo ao desenvolvimento inteligente" informou que todas as providências já estão sendo tomadas pela assessoria jurídica com intuito de esclarecer e corrigir o equívoco.

Por G1 Santarém 

Nenhum comentário