Header Ads




Eleitor com cadastro biométrico pode votar portando apenas título digital. Veja como funciona!


Crédito: Divulgação 

As eleições de 2020 serão as primeiras em que o eleitor poderá votar portando, apenas, a via digital do título de eleitor. A novidade está disponível para os cidadãos que fizeram o cadastro biométrico na Justiça Eleitoral, em estados como Pará, Bahia, Tocantins e Paraná todos os eleitores já passaram pelo processo, segundo a Justiça Eleitoral.

Para aproveitar a facilidade, o primeiro passo é fazer o download do aplicativo e-Título, que está disponível para os sistemas Android, no Google Play, e iOS, na App Store.

Depois de instalar a ferramenta, o eleitor deverá informar seus dados na tela inicial do aplicativo. Para garantir a segurança do acesso, a Justiça Eleitoral faz, na sequência, uma série de perguntas de validação. A recomendação do TSE é para que os eleitores baixem o aplicativo com antecedência, para que se familiarizarem com a ferramenta.

Depois de instalar a ferramenta, o eleitor deverá informar seus dados na tela inicial do aplicativo. Para garantir a segurança do acesso, a Justiça Eleitoral faz, na sequência, uma série de perguntas de validação. A recomendação do TSE é para que os eleitores baixem o aplicativo com antecedência, para que se familiarizarem com a ferramenta.

A partir da validação das informações, o eleitor terá que cadastrar uma senha para poder acessar o título de eleitor digital. Com isso, devem aparecer o nome e a foto do eleitor; o número do título; a data de nascimento; a zona e a seção eleitoral; o município; o nome dos pais do cidadão; e um QRCode.

Para votar, basta apresentar esse documento digital. Mas atenção: se você não tiver a foto cadastrada no e-Título, precisará apresentar, além do documento digital, um outro documento com foto. Nesse caso, são válidos carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

Se o título digital tiver a foto do eleitor, por outro lado, não é necessária a apresentação de outros documentos. Por precaução, porém, o eleitor pode levar um documento físico com foto no dia da votação. Assim, caso o usuário tenha algum problema de conexão com o app no momento da votação, não terá perdido a viagem.

Local de votação, justificativa e emissão de documentos: mais funções do e-Título

Além de permitir a utilização do título digital, o aplicativo desenvolvido pela Justiça Eleitoral também tem ouotras funcionalidades. Com a ferramenta, o eleitor poderá consultar o endereço do seu local de votação.

Na aba "mais opções", além disso, o cidadão pode emitir documentos, como a certidão de quitação eleitoral e a certidão de nada consta criminal eleitoral. Outra opção permite que o eleitor justifique a ausência nas urnas pelo próprio aplicativo, sem ir até uma seção eleitoral nem apresentar documentos comprobatórios.

Para ver os detalhes sobre como justificar o voto, clique aqui.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário