Header Ads




Prefeito de Altamira preso por posse ilegal de ouro e de arma de fogo foi solto nesta quinta, 26

Domingos Juvenil teria pago R$ 40 mil reais de fiança
Crédito: Reprodução

O prefeito de Altamira, Domingos Juvenil (MDB), que foi preso na última quarta-feira, 25, por porte ilegal de ouro e arma de fogo foi solto nesta quinta, 26, no município do sudeste paraense. O político teria pago R$ 40 mil reais de fiança por posse ilegal e a Justiça aumentou para R$ 350 mil.

Com isso, o acusado tem dez dias para quitar o débito da fiança. No caso o pagamento não seja feito, Juvenil poderá ser preso novamente.

O político foi preso na operação Operação Prenúncio do Ministério Público do Estado (MPPA), por meio da Promotoria de Justiça de Altamira, e a Polícia Federal (PF) destinada a combater fraudes em licitações realizadas pelo executivo municipal, que causaram um dano estimado ao erário superior a R$ 11 milhões.

O atual prefeito Domingos Juvenil, entre outros agentes públicos, e os sócios da empresa Arapujá Construções e Serviços Ltda estão entre os investigados.

Foram apreendidos na prefeitura, residências de envolvidos e sede da empresa documentos, computadores e valores em dinheiro. Somente na residência do atual prefeito e na prefeitura foi apreendido o valor de R$ 726.044,00, além de um mil dólares, pequenas quantidades de ouro, além de arma de fogo.

Durante a operação, o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) e atual prefeito de Altamira, Domingos Juvenil, foi preso em flagrante pela posse irregular de arma de fogo e posse de ouro sem registro. Todo o material apreendido foi encaminhado à sede da Polícia Federal de Altamira.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário