Header Ads




Segundo turno leva mais de um milhão às urnas em Belém e Santarém; veja como foi


Belém e Santarém foram as urnas neste domingo, 29, para elegeram seus representantes na prefeitura no 2° turno das eleições municipais. Edmilson Rodrigues (Psol) foi eleito prefeito de Belém com 390.723 votos (51,76%) e Nélio Aguiar (DEM) foi reeleito como prefeito de Santarém com 92.732 votos (59,22%).

Belém

Em Belém, a disputa pela prefeitura estava entre os candidatos Edmilson Rodrigues (Psol) e Everaldo Eguchi (Patriota). Edmilson levou a disputa com 390.723 votos (51,76%) enquanto o delegado Eguchi conseguiu 364.095 votos (48,24%).

No total 800.010 votos foram computados em Belém, sendo 15.897 votos brancos (1,99%) e 29.295 votos nulos (3,66%). Os apoiadores foram para as ruas comemorar a vitória nas urnas de Edmilson Rodrigues.

O resultado da eleição se aproxima do estimado pela última pesquisa Doxa, divulgada no sábado, véspera da eleição, pelo Portal Roma News. A pesquisa indicava empate técnico entre os dois candidatos, próximos de 50% cada um. Com a margem de erro de 4% para mais ou para menos, foi o resultado que mais se aproximou do resultado das urnas.

Essa é a terceira vez que Edmilson Rodrigues vai assumir a Prefeitura de Belém. Em 1996, ele foi eleito pela primeira vez, sendo reeleito no ano 2000. Edmilson Rodrigues tem 63 anos e é professor, escritor, doutor em geografia humana e arquiteto.

Santarém

Pela primeira vez decidindo uma eleição municipal em segundo turno, o município de Santarém, no oeste do Pará, viveu um domingo histórico neste dia 29 de novembro.

A disputa no 2° turno era entre os candidatos Nélio Aguiar (DEM) e Maria do Carmo (PT). Nélio Aguiar conseguiu se reeleger com 92.732 votos (59,22%), enquanto Maria do Carmo alcançou 63.869 votos (80,78%).

Em Santarém, com mais de 220 mil eleitores, apenas duas situações consideradas leves foram registradas. Nélio Aguiar será prefeito de Santarém por mais quatro anos.

No total 164.204 votos foram computados em Belém, sendo 2.748 votos brancos (1,67%) e 4.855 votos nulos (2,96%).

Balanço publicado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, registra que, até as 19h deste domingo de eleições, 361 ocorrências foram registradas e 82 prisões ou conduções foram realizadas. Além das prisões, oito inquéritos já foram instaurados e 37 termos circunstanciados foram lavrados. Segundo a pasta, uma arma e oito veículos foram apreendidos até o momento, além de R$ 20 mil e diversos materiais de campanha.

Crimes eleitorais

Dos 257 crimes eleitorais registrado no Brasil, 83 foram por boca de urna; 12 por compra de votos; cinco por concentração de eleitores; 97 por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral; 48 por desordem que prejudique os trabalhos eleitorais; um por falsidade ideológica; dois por "fatos e imputações inverídicas" (fake news); sete por impedimento ou embaraço ao exercício do voto; e dois por transporte de eleitores.

O balanço publicado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, registra que neste domingo de eleições, 361 ocorrências foram registradas e 82 prisões ou conduções foram realizadas.

Além das prisões, oito inquéritos já foram instaurados e 37 termos circunstanciados foram lavrados. Segundo a pasta, uma arma e oito veículos foram apreendidos até o momento, além de R$ 20 mil e diversos materiais de campanha.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário