Header Ads




Vítima de covid-19, morre aos 64 anos no HRBA, o jornalista Celivaldo Carneiro

O jornalista era casado e tinha dois filhos. Não haverá velório e o sepultamento será restrito aos familiares.
Celivaldo Carneiro, 64 anos, morreu vítima da Covid-19, em Santarém — Foto: ICBS

O jornalismo santareno perdeu nesta terça-feira (3) um dos seus profissionais mais experientes, Celivaldo Carneiro, 64 anos, que por muitos comandou o jornal impresso A Gazeta, que hoje existe somente na internet. O jornalista que era diabético e havia passado por um procedimento cirúrgico, estava internado há duas semanas no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) para tratamento de covid-19.

Celivaldo era casado com a advogada Abigail Ribeiro Carneiro e era pai de Bárbara e Daniel Carneiro. Tinha uma netinha (Júlia) e 10 irmãos (Eládio, Jeso, Fabiano, Osvaceli, Paula, Alda, Sávio, Célia, Carol e Osvaldo).

Nascido em Abaetetuba, município paraense, Celivaldo veio com os pais para Santarém ainda criança. Trabalhou no jornal O Tapajós na década de 80, depois decidiu empreender fundando o jornal A Gazeta do Tapajós que anos mais tarde se tornaria A Gazeta de Santarém, e com seu semanário participou de coberturas de acontecimentos importantes na região.

De acordo com publicação de familiares em redes sociais, não haverá velório. Celivaldo será sepultado no cemitério Nossa Senhora dos Mártires.

Por G1 Santarém 

Nenhum comentário