Header Ads




Governador do PA diz que confia em plano do governo federal, mas fala que possui 'plano B' de vacinação

Helder Barbalho esteve em Brasília onde debateu estratégias de imunização contra a Covid-19. Governo do Pará já assinou dois contratos para a compra de vacinas.
Crédito: Agência Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse que está "confiante" com o plano de vacinação apresentado pelo governo federal nesta quarta-feira (16). Em reunião em Brasília, Barbalho disse que aguarda o início da vacinação, assim como proposto pelo Ministério da Saúde, para o mês de janeiro. No entanto, o governador disse que trabalha com um "plano B", em caso de atraso no cronograma.

"A expectativa é que nós tenhamos efetivamente, em janeiro, o início da vacinação para a primeira fase. Nós estamos com dois protocolos assinados para que seja o nosso plano B. Mas nós estamos confiantes para que aquilo que foi acordado seja efetivamente aquilo que vai acontecer", disse Helder.

Na última quinta (10), o governador do Pará assinou dois contratos de intenção de compra de vacinas contra contra a Covid-19. Os acordos foram firmados junto ao Instituto Butantan e ao consórcio Covax Facility. Na ocasião, o anuncio de Barbalho ocorreu um dia após o governo de São Paulo anunciar o início da imunização para o dia 25 de janeiro de 2021.

Nesta quinta (16), novos grupos prioritários e a previsão de utilização da CoronaVac foram incluídos na versão do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Foram incluídos entre as prioridades da campanha de vacinação:

comunidades tradicionais ribeirinhas;
quilombolas;
trabalhadores do transporte coletivo;
pessoas em situação de rua;
população privada de liberdade.

Além dos novos grupos, permanecem entre os prioritários:

trabalhadores da área de Saúde;
idosos (acima de 60 anos);
indígenas;
pessoas com comorbidades;
professores (do nível básico ao superior);
profissionais de forças de segurança e salvamento;
funcionários do sistema prisional.

Fonte G1 Pará

Nenhum comentário