Header Ads




Justiça penhora faturamento do PT após calote na campanha de Dilma


Crédito: Divulgação/PT

A justiça do estado de São Paulo determinou a penhora de 10% do faturamento mensal do Partido dos Trabalhadores (PT) por causa de uma dívida da campanha de reeleição para presidente de Dilma Rousseff, em 2014. A informação é do colunista Rogério Gentile do Uol.

De acordo com o processo, na época, o PT de São Paulo contratou a empresa A.J.M. de Azevedo Eletrônicos para fazer a entrega e a retirada de cavaletes de propaganda eleitoral.

O contrato seria de R$ 693 mil, mas o PT teria deixado de pagar R$ 183 mil, que, em valores atualizados representam um calote de R$ 233, 9 mil.

Em sua defesa, o PT entrou com recurso negando a dívida e argumentou que como partido político não deveria pagar juros com correção monetária por se manter de verba pública de fundo partidário. Mas a justiça negou o recurso e condenou o partido a fazer o pagamento.

A penhora de 10 % foi punição pois após um ano da condenação, o partido ainda não havia cumprido a determinação.

Fonte: coluna Rogerio Gentile / Uol.

Nenhum comentário