Header Ads




Polícia Federal prende empresários acusados de fraudarem licitações em Altamira

Os alvos da prisão são empresários do segmento de medicamentos que, junto com servidores públicos, fraudavam licitações
Crédito: Reprodução / Polícia Federal

Na manhã desta sexta-feira, 18, a Polícia Federal (PF) cumpriu três mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal em Altamira, sudoeste paraense, sendo dois deles no município e um na capital Belém.

Segundo a PF, a ação faz parte do desmembramento da Operação Adrenalina, que iniciou no dia 5 de novembro, para apurar desvios de recursos do fundo municipal de saúde. Os investigadores realizaram buscas na Secretaria de Saúde e na casa da atual e ex-secretária de Saúde de Altamira, entre outros alvos.

Ainda conforme a PF, hoje os alvos da prisão são empresários do segmento de medicamentos que, junto com servidores públicos, fraudavam licitações. Além disso, outros crimes como peculato, associação criminosa e corrupção ativa estão sendo investigados.

As apurações preliminares constataram que as empresas movimentaram mais de 200 milhões nos últimos 5 anos - dado geral, incluindo todo o volume de dinheiro das 3 empresas - e a prisão foi motivada pela reiteração, pois as fraudes se perpetuam por mais de uma década; pela garantia da ordem pública, pois os alvos têm disposição para corromper agentes públicos e permanecem praticando os mesmos delitos.

Fonte: Polícia Federal

Nenhum comentário