Header Ads




Polícia libera agentes que agrediram mulher em barco no Pará


Crédito: Reprodução 

Foram liberados nesta sexta-feira, 18, os três policiais que ameaçaram e agrediram uma mulher dentro de uma embarcação que fazia o trajeto Portel/Belém, no Pará, após o pagamento de fiança. Os três irão responder pelos crimes de lesão corporal e abuso de autoridade.

Segundo informações da Secretaria de Segurança do Estado (Segup), a fiança é arbitrada, conforme prevê a lei, em caso de crimes que não somam quatro anos de penalidade. Na quinta-feira, 17, os agentes foram autuados e afastados de suas funções, tendo suas carteiras funcionais e armamentos retirados.

Ainda de acordo com a Secretaria, os agressores irão responder a um processo administrativo disciplinar, onde serão analisadas as condutas adotadas pelos policiais durante a ação. O processo tem prazo de 60 dias, e pode ser prorrogado por mais 60 dias até que o inquérito policial seja finalizado.

Protestos

Na tarde de hoje, moradores do município de Breves, no Marajó, realizaram uma manifestação pedindo proteção à mulher agredida pelos policiais e cobraram a punição dos envolvidos na violência.

Dezenas de pessoas foram às ruas da cidade, em uma caminhada e buzinaço, com faixas e cartazes, gritando palavras de ordem. O protesto foi organizado pela Secretaria Municipal da Mulher.

Relembre o caso

Na última quarta-feira, 16, policiais civis, agrediram e ameaçaram uma mulher que viajava de Breves para Belém.

Segundo informações de populares, uma passageira teria entrado no navio no município de Breves e pediu para que uma outra passageira reajustasse sua rede. O que gerou uma discussão, com troca de palavrões e suposta lesão corporal leve. Foi então que os policiais agiram de forma violenta com a passageira, sem ao menos lhe dar o direito de defesa sobre o ocorrido.

Fonte Roma News 

Um comentário: