Header Ads




Prefeito Davi Xavier supera ano difícil e encerra 2020 com avanços na gestão e folha de servidores em dia

O prefeito de Prainha Davi Xavier (MDB) fez um breve balanço de sua gestão e apontou avanços em todas as áreas, apesar do ano difícil que foi causado pela pandemia do novo coronavírus em todo país. 

De acordo com o prefeito, na infraestrutura foi implantado programas importantes para a expansão de obras de pavimentação, por meio do programa “Asfalto Por Todo o Pará” e também recuperados mais de 50 km de estradas vicinais no ano de 2020. 

Já na na saúde, foram adquiridas três ambulâncias, construído posto de saúde nas comunidade Espírito Santo e Igarapé Açu, na margem direita do Rio Amazonas e a nova UBS no Bairro Jardim Planalto na sede do município que ampliará rede de atendimento da atenção básica ofertada pela gestão do prefeito Davi Xavier.

Na segurança, nova iluminação pública na sede e na zona rural do município. Na educação foram entregues novas escolas e transporte escolar de qualidade. 

O pagamento dos servidores também foi um ponto destacado pelo prefeito. Mesmo com o cenário de crise econômica que se arrasta no país, o prefeito Davi Xavier fechou mais um ano sem atrasos nos pagamentos dos salários, tendo, inclusive, antecipado o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores públicos do município que foi realizado no dia 20 de agosto e nesta quinta-feira (17), o prefeito de Prainha  Davi Xavier realizou pagamento da segunda parcela do 13º, bem antes do previsto. Com isso ele encerrará o primeiro  mandato de sua gestão tendo pagado sempre em dias todos os vencimentos dos servidores municipais.

Diante dessa prática responsável de Davi, é impossível não relembrar de como ele entrou na Prefeitura de Prainha em janeiro de 2016.

Davi Xavier não teve uma transição assegurada pela ex-prefeita Patrícia Hage, que  não pagou o salário dos servidores. Ou seja, logo no seu primeiros mês como prefeito, Davi teve que pagar salários aos servidores públicos municipais.

Com uma gestão planejada, apesar de vários bloqueios durante o ano por conta de gestões passadas, a prefeitura se mantém na contramão de algumas das principais cidades do país.

Em muitos estados e cidades, a situação dos servidores é de atrasos e greves. Em Altamira, com salário de novembro atrasado, professores fazem greve, a prefeitura suspendeu todos os pagamentos não apenas de servidores, mas também de fornecedores. 

Em outros estados como Rondônia, as cidades buscam medidas para evitar atrasos e algumas ainda sequer conseguiram finalizar o pagamento da primeira parcela do 13º. Na Paraíba, há cidades que pagaram o 13º integral, mas estão com salários atrasados. 

O planejamento econômico da gestão Davi Xavier beneficia os servidores, que com o pagamento em dia, pagam suas contas e aquecem a economia da cidade com as compras do período natalino.

“Encerro o primeiro mandato da gestão com o sentimento do dever cumprido. Além dos muitos avanços da cidade, realizamos o pagamento mensal da folha em dia, muitas vezes antecipando o calendário, e pagando ano a ano o 13° salário”, afirmou o prefeito de Prainha.

Blogdocarpê

Nenhum comentário