Header Ads




Prefeito Nélio veta aumento de salários para prefeito, vice e secretários em Santarém

Ofício comunicando sobre o veto total foi encaminhado pelo prefeito Nélio Aguiar (DEM) à Câmara Municipal.
Os novos valores passariam a ser pagos a partir de janeiro de 2021

O projeto de lei de autoria da mesa diretora da Câmara Municipal de Santarém, oeste do Pará, para reajuste dos subsídios de prefeito e vice-prefeito e secretários municipais a partir de janeiro de 2021, foi vetado na totalidade pelo prefeito reeleito Nélio Aguiar (DEM).

Um ofício com a mensagem do veto total foi enviado nesta terça-feira (29), pelo prefeito ao presidente da Câmara Municipal, vereador Emir Aguiar (DEM), informando sobre a decisão.

O Projeto de Lei aprovado na última sessão ordinária da atual legislatura, na tarde do dia 16 de dezembro, sob protestos de lideranças e movimentos sociais que ocuparam as galerias da Câmara, feria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em relação ao período para aprovação desse tipo de matéria, que deveria ter sido feito até 180 dias antes do início do novo exercício, para não impactar o orçamento do município.

Caso tivesse sido sancionado pelo prefeito Nélio Aguiar, o salário de prefeito passaria dos atuais R$ 20.034.00 para R$ 24 mil, o salário de vice-prefeito subiria de R$ 15 mil para R$ 18 mil, e o de secretários municipais passaria de R$ 9.900,00 para R$ 12.900,00.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário