Header Ads




Servidores da Educação em Altamira fazem protesto e deflagram estado de greve


Crédito: Rede sociais 

Trabalhadores da rede municipal de Educação em Altamira, no sudeste do Pará, fizeram um protesto na manhã de hoje, 9, em frente à prefeitura da cidade, pedindo o pagamento imediato dos salários do mês de novembro, em atraso desde o último dia 31. Em assembleia, os manifestantes decidiram deflagrar o estado de greve.

Cerca de 2 mil trabalhadores, entre professores, vigilantes, serventes e setor administrativo não receberam o salário do mês de novembro. De acordo com o representante do Sinteep em Altamira, Lucivan Gonçalves Sousa, a Prefeitura alega não ter recursos para complementar a verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), destinada para quitar 60% dos salários dos profissionais do magistério.

Como deliberação do ato, os manifestantes realizaram um assembleia e decidiram deflagrar estado de greve. A partir de hoje os professores também não irão alimentar o diário gestor, sistema on-line onde são depositadas todas as informações referentes a educação básica.

A rede municipal de educação em Altamira segue com as aulas remotas até a próxima segunda-feira, 14, quando uma nova assembleia irá decidir se a categoria deflagra a greve.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário