Header Ads




Terceirizados de concessionária de energia elétrica fazem protesto por direitos trabalhistas

Os prestadores de serviço pedem o pagamento de horas extras, equiparação do ticket alimentação e a participação nos lucros
Crédito: Rede sociais 

Mais de 500 trabalhadores da empresa terceirizada Dínamo Engenharia, que presta serviço para a concessionária de energia elétrica no Equatorial, interditaram na manhã de hoje, 9, a Rodovia Augusto Montenegro, em protesto pela falta de pagamento de horas extras, equiparação do ticket alimentação, participação no lucros da empresa e atualização do FGTS, entre outras demandas.

A manifestação começou por volta das 7h. Os manifestantes fecharam as duas entrada da empresa, bloqueando também a rodovia nos dois sentidos.O transito está parado no local, com umn longo engarrafamento na via.

Segundo uma das lideranças do movimento, Norberto Junior, o protesto é pacífico. Um dos gerentes da Dínamo Engenharia já esteve no local e solicitou uma comissão para negociar com a empresa, mas a categoria quer uma negociação às claras. “Estamos aguardando um representante do sindicato para intermediar essa negociação”, diz o eletricista.

Os trabalhadores são eletricistas e trabalham com os serviços de manutenção e nos plantões da Equatorial. De acordo com Norberto, a Dínamo é a empresa que retém o maior contrato da concessionária, concentrando a maior parte dos serviços. A paralização de hoje, segundo eles, irá impactar no atendimento da população. “Não temos a intenção de prejudicar a população. Porém, essa manifestação é a única forma que encontramos de requerer nossos direitos trabalhistas”, reafirma.

A categoria reivindica o pagamento de horas extras atrasadas há mais de dois anos. Outro pedido é a equiparação do ticket alimentação ao mesmo valor dos funcionários da Equatorial, que hoje tem uma diferença de quase R$600. Os terceirizados também requerem a participação nos lucros da Dínamo, direito que era pago semestralmente, mas que está suspenso há, pelo menos, dois anos. O pagamento do Fundo de Garantia dos trabalhadores também foi relacionado como uma das prioridades pela categoria.

A reportagem do Portal Roma News entrou em contato com a Dínamo Engenharia e a Equatorial Energia e aguarda retorno.

Nota

Sobre a paralisação das equipes da empresa Dínamo Engenharia, prestadora de serviços da Equatorial Energia Pará, a distribuidora informa que a empresa parceira está buscando dialogar com a liderança da manifestação para entender e analisar a pauta de reivindicação.

A Equatorial esclarece ainda, que já está com um plano em curso para atendimento aos clientes enquanto o ato ocorre e que não haverá qualquer prejuízo na prestação de serviços aos clientes.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário