Header Ads




Há mais de um ano do massacre em Altamira, ossada humana é encontrada em presídio


No dia 29 de julho de 2019, um confronto entre facções criminosas causou a morte de 57 detentos - Crédito: REPRODUÇA?O/SUSIPE

Na última terça-feira, 5, uma ossada humana foi encontrada no presídio de Altamira, município do sudoeste paraense. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção do material nesta quarta, 6.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) confirmou a ocorrência, informando ainda que a descoberta se deu durante serviço de reforma no prédio do local. Em seguida, os servidores de plantão acionaram a Polícia Civil e registraram boletim de ocorrência.

A ossada foi encontrada há mais de um ano do massacre na penitenciária. No dia 29 de julho de 2019, um confronto entre facções criminosas causou a morte de 57 detentos. Posteriormente, o número total de mortos subiu para 62.

O massacre foi o maior ocorrido em um mesmo presídio desde o do Carandiru, em 1992, quando 111 detentos foram assassinados. O ocorrido no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRA) ficou em quinto lugar com alta letalidade registrado no sistema prisional do país desde janeiro de 2017.

Fonte Roma News 

Nenhum comentário