Header Ads




Órgãos orientam população para cumprimento das medidas de proteção contra o novo coronavírus


Crédito: Agência Santarém

A ação entre órgãos de segurança e saúde foi promovida na noite deste sábado 30 de janeiro, a fim de orientar os santarenos a respeito das medidas de prevenção ao novo coronavírus, tendo em vista as medidas do Governo do Estado do Pará com os municípios da região Oeste do Estado por conta da mudança para "bandeira preta", indicador que coloca as cidades em estado máximo de alerta.

Participaram a Prefeitura de Santarém, via Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)/Vigilância Sanitária (VS), além da Polícia Militar/1ª Companhia Independente de Policiamento Ambiental (1ª Cipamb), Polícia Civil (PC) e 4º Grupamento de Bombeiros Militar (4º GBM).

"A iniciativa é justamente para prevenir. Todos os cuidados devem ser reforçados. Só saia de casa por necessidade, faça a higienização das mãos constantemente e use máscaras sempre", ressaltou o secretário de Meio Ambiente, João Paiva.

De acordo com o último Boletim dos Casos de Coronavírus em Santarém, divulgado neste sábado (30), o Município possui 14.031 casos confirmados. Existem 13.300 pessoas recuperadas, 514 óbitos, 11.157 resultados negativos, 199 análises, 3.831 monitorados e 55.539 monitorados já recuperados.

Medidas do Governo do Estado do Pará

A partir da próxima segunda-feira (1º), o bandeiramento no Baixo Amazonas passará de vermelho para preto, o que significa lockdown para a região. O anúncio foi feito na manhã deste sábado (30), pelo governador Helder Barbalho, por meio das redes sociais. O chefe do Executivo Paraense afirmou que a decisão de alterar o bandeiramento foi tomada com base na atualização da situação epidemiológica no oeste do Estado.

Os municípios que integram o Baixo Amazonas são: Alenquer, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Santarém e Terra Santa.

Na madrugada deste sábado (30), chegou ao Aeroporto Internacional de Santarém, Maestro Wilson Fonseca, mais uma remessa de 180 cilindros com 10 metros cúbicos (m³) de oxigênio medicinal comprimido em cada unidade. O carregamento faz parte de uma encomenda de 500 cilindros feita pelo Governo do Pará para abastecer as unidades de saúde de todo Oeste do Estado. Esse foi o segundo abastecimento de oxigênio para a região nos últimos cinco dias. Ao longo desta semana, serão enviados mais 140 cilindros.


Fonte Agência Santarém

Nenhum comentário