Header Ads




Santarém é aprovado no Edital FIA e receberá investimento social de R$300 mil


Crédito: Agência Santarém 

O Projeto “Acolher para Proteger” da Casa de Acolhimento Reviver (abrigo municipal) foi aprovado no Edital do Fundos da Infância e da Adolescência (FIA) realizado pelo Itaú Social para receber o investimento de R$300 mil reais, incluindo Santarém na lista dos 42 municípios aprovados do Brasil. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras).



O Itaú Social irá destinar cerca de R$ 10,74 milhões para iniciativas de apoio a projetos que contribuam para a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes de todas as regiões do Brasil em 16 estados.



Segundo a secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito, Santarém vem desde 2017, buscando recursos através de editais em instituições privadas em busca de apoio para os projetos em prol da população em situação de vulnerabilidade social.

“Foi mais uma grande conquista que irá beneficiar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social, fortalecendo a política da infância no nosso município.”



“Esse recurso será destinado para melhorar o processo de acolhimento de crianças e adolescentes na Casa de Acolhimento Reviver, melhorando o processo do acolhimento e qualificando cada vez mais essa política para que essas crianças tenham seus direitos garantidos e suas vidas ressignificadas com um novo projeto de vida”, acrescentou Roselene Andrade, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Os valores serão repassados por meio dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCAs). Os recursos disponibilizados para o Edital são provenientes do Programa IR Cidadão, que destina 1% do imposto de renda devido das empresas do Conglomerado Itaú Unibanco Holding S.A.

Em outra frente, o Itaú Social estimula os colaboradores do Itaú a realizarem a destinação de até 6% de seu imposto de renda devido aos Fundos da Infância e da Adolescência (FIAs).


Blogdocarpê com informações Agência Santarém 

Nenhum comentário