Header Ads




WhatsApp forçará o compartilhamento de dados com o Facebook; entenda


Crédito: Fotos Públicas

O WhatsApp começou a enviar na quarta-feira, 6, uma notificação sobre mudanças em sua política de privacidade. A novidade garante o compartilhamento de dados com o Facebook, dono do app de mensagens. O aceite é obrigatório e os usuários não possuem opção de não compartilhar seus dados pessoais.

"Ao tocar em aceito, você concorda com os novos termos e com a política de privacidade, que entram em vigor em 8 de fevereiro de 2021", diz a notificação. "Depois dessa data, você precisará aceitar as atualizações para continuar usando o WhatsApp. Você também pode visitar a Central de Ajuda se preferir apagar a sua conta e desejar obter mais informações", continua o aplicativo.

Os termos que passam a vigorar em 8 de fevereiro possuem seções que permitem que empresas ligadas ao Facebook armazenem, gerenciem e processem dados do WhatsApp.

A última vez que o app fez uma grande mudança de política de privacidade foi em 2016, mas as pessoas que já usavam o app podiam negar o compartilhamento de dados com o Facebook. Novas contas, por outro lado, não tinham essa opção.

Ou seja, muitas pessoas já compartilhavam os dados. A partir de agora, todos, inclusive os que negaram o compartilhamento em 2016, terão que concordar com a política de privacidade para usar o app.

O aplicativo de mensagens usa criptografia ponta-a-ponta, o que significa que somente o remetente e destinatário podem visualizar o conteúdo.

Vantagens

Segundo a companhia, as informações podem ser usadas para ajudar a aprimorar os sistemas de infraestrutura e entrega, entender como os serviços são usados; promover proteção, segurança e integridade em todos os produtos, aprimoramento dos serviços e experiências, incluindo sugestões para os usuários (como a recomendação de conteúdos, conexões de grupos ou amigos) e integração para conectar o WhatsApp com outros produtos do Facebook.

Entre os dados que o WhatsApp poderá compartilhar com outras empresas do Facebook estão: informações de registro, como o número de telefone; endereço de IP; informações sobre o dispositivo utilizado; dados de transações e pagamentos; informações sobre como você interage com outros.

Este último ponto abrange o uso do Facebook Pay como estrutura de processamento dos pagamentos no aplicativo, usado também nas lojas do Instagram.

Um resumo das alterações pode ser consultado no blog do aplicativo, que inclui links para os termos de serviço e as políticas oficiais de processamento de dados pessoais no WhatsApp.

As empresas do Facebook que ganharão acesso aos dados dos usuários do WhatsApp são Facebook Payments, Onavo, Facebook Technologies e CrowdTangle.

Fonte: WhatsApp

Nenhum comentário