Header Ads




Carretas formam longas filas e novamente dificultam o fluxo nas rodovias de acesso ao porto de Miritituba


Crédito: Reprodução/Arquivo pessoal

Há cerca de uma semana, o Porto de Miritituba, em Itaituba, ganhou os noticiários nacionais. Um paciente com covid-19, foi empurrado em uma maca ao longo da Transamazônica em razão da pista estar fechada por milhares de carretas que aguardavam para descarregar grãos na Estação de Transbordo de Carga (ETC) Tapajós.

Nesta sexta, 19, a situação se repete na rodovia BR-163, que também dá acesso ao porto de Miritituba. O veículos estão carregados com soja, que este ano produziu uma super safra de grãos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), parte dos caminhões tenta fugir das filas na BR-163 e está usando uma estrada alternativa de terra para acessar o porto. Com as chuvas dos últimos dias, essa rota está cheia de lama, o que pode prejudicar o tráfego na área.

Com informações PRF

Nenhum comentário