Header Ads




Em Parintins, Caprichoso e Garantido se unem para homenagear Paulinho Faria

O apresentador do Boi Caprichoso, Edmundo Oran, cantou pela primeira uma toada do Boi Garantido em território azulado para homenagear Paulinho Faria
Manaus – A despedida do ex-apresentador do Boi Garantido, Paulinho Faria, provocou muita tristeza e emoção nos moradores de Parintins, distante a 369 quilômetros da capital.

O artista morreu vítima da Covid-19 aos 61 anos de idade, ele estava interno no Hospital Samel e não resistiu às complicações causadas pela doença.

Em grande cortejo, o corpo de Paulinho Faria passou nas ruas de Parintins na viatura do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e foi homenageado por diversas pessoas.

A despedida também aconteceu em frente do Curral Zeca Xibelão, do Boi Caprichoso, localizado na rua Gomes de Castro, região central da Ilha Tupinambarana. Os bumbás se uniram e dançaram para homenagear Paulinho Faria.

O apresentador do boi azul, Edmundo Oran, comandou as homenagens e, pela primeira vez, entoou algumas toadas do boi vermelho em homenagem ao artista. Ele disse que Paulinho Faria era uma pessoa respeitosa com todos os torcedores.
O amo do Garantido, João Paulo Faria, também participou das homenagens – Foto: Divulgação/Impresa Caprichoso

“Nas poucas vezes que conversamos pude perceber o carinho e o respeito que ele tinha por cada torcedor. O Paulinho sempre pedia respeito com a galera vermelha e branca. Me tratava muito bem e com muito carinho”, relembra.

É a segunda vez que Caprichoso e Garantido dançam juntos. Durante as últimas homenagens para o levantador de toadas, Arlindo Júnior, ambos protagonizaram uma evolução em frente da Catedral de Nossa Senhora do Carmo, deixando várias pessoas emocionadas.

Trajetória

Popularmente conhecido como “Garotinho de Ouro”, Paulinho foi apresentador do Boi Garantido de 1975 até 2001, depois de 26 anos vivendo inúmeros do bumbá e do Festival Folclórico de Parintins.

Ele foi o responsável por criar a contagem, que marca a entrada do bumbá vermelho e branco no Bumbódromo. O artista também trabalhou como radialista em Parintins e diariamente vinha compartilhando momentos inesquecíveis do festival nas redes sociais.

Ao longo dos anos ele disputou com diversos apresentadores do Boi Caprichoso, entre eles: o jornalista Marcos Santos, Gil Gonçalves e Arlindo Júnior (In Memoriam).

Foto: Divulgação/Imprensa Caprichoso

Nenhum comentário