Header Ads




Exército retira tropas que protegem maior apreensão de madeira da história do Brasil


Crédito: Divulgação/Polícia Federal

Em ofício enviado à Polícia Federal no último dia 19, o chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto Norte (do Exército) informou que os militares vão deixar os locais onde estão no momento para retornar às suas sedes. No ofício não consta explicação para o ato. As regiões onde os militares estão atualmente guardam 43.700 toras apreendidas no que foi considerada a maior apreensão de madeira da história do Brasil, feita em 2020.

A operação feita pela Polícia Federal na divisa do Pará com o Amazonas capturou 130.000m³ de madeira supostamente extraída de maneira ilegal. Desde então, grupos das Forças Armadas fazem segurança das 43.700 toras dispersas por diversas esplanadas (pátios de madeira) ao longo dos rios Mamuru e Arapiuns, ambos no Pará, em uma região de 20 mil km2, de tamanho comparável a Sergipe.

Com informações de O Estado Net

Nenhum comentário