Header Ads




Oito pessoas flagradas em festa clandestina no Eixo Forte, em Santarém, são conduzidas à delegacia de Santarém

Decreto municipal em vigor no município proíbe a realização de festas e outros eventos que promovam aglomeração.
Festa clandestina na Vila Nova, em Santarém, acabou na condução de oito pessoas para a delegacia — Foto: Elton Pereira/Tv Tapajós

Após receber uma denúncia anônima na noite desta terça-feira (16), órgãos de segurança pública e Vigilância Sanitária flagraram uma festa clandestina em uma propriedade na comunidade Vila Nova, região do Eixo Forte, em Santarém, oeste do Pará. Oito pessoas que estavam no local foram conduzidas a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil por descumprimento de medida sanitária.

No município está em vigor desde 1º de fevereiro, decreto de “lockdonw” que proíbe o funcionamento de atividades não essenciais, assim como a realização de festas e outros eventos que gerem aglomeração. A medida visa reduzir a circulação de pessoas para conter o contágio do novo coronavírus.

O decreto foi publicado depois que o governo do estado mudou o status de bandeiramento de Santarém e demais municípios do Baixo Amazonas, de vermelho (alto risco de contágio) para preto (lockdown) devido a confirmação de casos da variante brasileira do coronavírus, chamada de P.1. A variante tem potencial de transmissão elevado, mas não há comprovação científica de que seja mais letal.

O local onde estava acontecendo a festa clandestina na Vila Nova fica em um ramal de difícil acesso. Algumas pessoas que participavam da festa correram para o meio do mato quando viram a aproximação da polícia. As oito que permaneceram no local, além de estarem aglomeradas, não faziam uso de máscara de proteção, que é obrigatório em Santarém.

Outras infrações

Mais cedo, órgãos de segurança pública e a Vigilância Sanitária percorreram vários bairros de Santarém em fiscalização e flagraram uma série de irregularidades, como estabelecimentos comerciais funcionando fora do horário permitido e grupos de pessoas reunidas para consumo de bebida alcoólica.

A operação começou no fim da tarde, na grande área do Santarenzinho. Equipes das polícias Civil e Militar, Detran, Vigilância Sanitária e Sespa flagraram serviços não essenciais em pleno funcionamento, contrariando o decreto municipal. Os proprietários foram advertidos e tiveram que fechar as portas.

No bairro Aeroporto Velho um grupo de jovens que estava consumindo bebida alcoólica na frente de uma residência foi abordado. Duas pessoas que promoviam o encontro foram conduzidas para a delegacia.

A fiscalização também esteve no Residencial Salvação, onde várias pessoas foram flagradas sem máscara de proteção, item de uso obrigatório em Santarém por força de decreto municipal.

Na ocupação Bela Vista do Juá, mais flagrantes de comércios descumprindo o decreto. Os proprietários foram orientados a fechar e de acordo com a Vigilância Sanitária, casos voltem a infringir o decreto, poderão ser multados.

*Colaborou Elton Pereira, da Tv Tapajós

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário