Header Ads




Receita Federal anuncia amanhã regras da declaração do Imposto de Renda


Crédito: Agência Brasil 

Na tarde de amanhã (24), a Receita Federal anunciará as regras e os prazos para preenchimento e entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2021. O anúncio será feito em entrevista coletiva às 15 horas, no Ministério da Economia, em Brasília com transmissão ao vivo pela internet.

Quando há alterações, geralmente a Receita Federal adianta detalhes por meio da tabela do Imposto de Renda. Mas com nada foi divulgado, espera-se que a Receita deverá manter as mesmas regras e valores adotados nos anos anteriores. Então vamos relembrá-las para você.

Quem precisa declarar?

Qualquer pessoa que, em 2020, se encaixou em pelo menos uma das situações abaixo estará obrigada a fazer a declaração do IR 2021:

- Recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável no ano (salário, aposentadoria ou aluguéis, por exemplo); ou

- Ganhou mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano (como indenização trabalhista, saque do FGTS OU rendimento de poupança); ou

- Teve ganho com a venda de bens (casa, por exemplo); ou

- Comprou ou vendeu ações na Bolsa; ou

- Recebeu mais de R$ 142.798,50 em atividade rural (agricultura, por exemplo) ou teve prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2020 ou nos próximos anos; ou

- Era dono de bens de mais de R$ 300 mil; ou

- Passou a morar no Brasil em qualquer mês de 2020 e ficou aqui até 31 de dezembro, ou

- Vendeu um imóvel e comprou outro num prazo de 180 dias, usando a isenção de IR no momento da venda.

Programe-se

Baseado nos anos anteriores, é provável que a Receita Federal libere o download do programa para preenchimento da declaração até o fim desta semana. O prazo de entrega do IR 2021 deverá começar na primeira semana de março e se estender até o fim de abril, mas lembre-se: quanto mais cedo se entrega a declaração, maiores são as chances de estar entre os primeiros a receber a restituição.

É importante desde já organizar documentos como o informe de rendimentos da empresa onde você trabalha, recibos e notas fiscais de despesas com saúde e educação, informes de investimentos do banco, entre outros.

Para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), lembrem-se que já é possível baixar o Informe de Rendimentos do ano-base 2020 para preenchimento da declaração do Imposto de Renda 2021, que pode ser acessado pelo site do INSS.

Com informações do UOL

Nenhum comentário