Header Ads




Com UTIs lotadas, MPPA, MPF e DPE recomendam lockdown aos municípios da região do Xingu


Crédito: Jader Paes/Agência Pará

Na noite desta sexta, 26, os Ministérios Público do Pará (MPPA), Federal (MPF) e Defensoria Pública do Estado (DPE) recomendaram que os municípios que compreendem a região do Xingu: Brasil Novo, Vitória do Xingu, Medicilândia, Uruará, Placas, Anapu, Pacajá, Senador José Porfírio e Porto de Moz, entrem em lockdown, em conformidade com os moldes do Decreto do Município de Altamira 188 de 2021 ou em conformidade com as normativas para bandeira preta do Decreto n. 800/2020 do Estado do Pará.

O motivo da recomendação, segundo os órgãos, é devido a superlotação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Transamazônica, único na região inteira que capacitados com UTI. Ainda de acordo com as entidades, o hospital está há dias com 100% de ocupação de UTI e pacientes em fila.

As instituições recomendam ainda que, após a decretação do lockdown, sejam adotadas estratégias adequadas para continuidade da campanha de vacinação contra covid-19, bem como, para o atendimento da população em situação de vulnerabilidade alimentar.

Segundo os órgãos, os recomendados possuem o prazo de 24 horas para informar se acatarão à recomendação e de mais 24 horas para determinar a imediata suspensão total do funcionamento de serviços não essenciais.

Altamira

Na quinta-feira, 25, a Prefeitura de Altamira anunciou a adoção do lockdown no período de 27 de março a 4 de abril de 2021, com o objetivo de conter a onda de contaminação da covid-19.

Fonte Roma News

Nenhum comentário