Header Ads




Governo do Pará abre inscrições para auxílio de R$ 500; veja quem pode receber

O benefício será pagado em cota única. Veja quais os critérios para ter a inscrição aceita.
Inicia nesta quinta-feira (25) o cadastro para pagamento do auxílio de R$500 do Governo do Pará, voltado a diversas categorias profissionais. O G1 organizou um guia de como realizar a inscrição no benefício, que será pago em cota única. (Veja abaixo)

De acordo com o Governo do Pará, têm direito ao benefício os profissionais cabeleireiros, barbeiros, esteticista, guia de turismo, maquiadores, manicures, garçons, instaladores de som em aparelhagens, DJs, assistentes de palco, operadores de áudio, técnicos de iluminação, músicos intérpretes e educadores físicos autônomos.

Os benefícios integram o pacote econômico e tributário, no valor de R$500 milhões, anunciado pelo governo estadual no dia 15 de março. O pacote é voltado para os setores afetados pela pandemia e impactados pelas medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no estado.

Ainda segundo o governo estadual, a análise e aprovação dos cadastros será feita pelo Banpará, que também será responsável pelos pagamentos. A lista de profissionais aprovados e calendário de pagamento será divulgado nas redes sociais da Seaster, Sedeme, Banpará e Governo do Pará.

Confira o cronograma de inscrição

Quinta-feira (25) - Instaladores de som em aparelhagens, DJs, assistentes de palco, operadores de áudio, técnicos de iluminação e músicos intérpretes.

Sexta-feira (26) - Educadores físico, garçons e guias de turismo

Sábado (27) - Cabeleireiros, barbeiros, esteticista, maquiadores e manicures

Como fazer o cadastro?

Para realizar o cadastro, os profissionais devem entrar nos sites das secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e do Banco do Estado do Pará (Banpará).


Quais os documentos necessários?

RG
CPF
Endereço completo
Telefone
Referência profissional do último local em que trabalhou

Quais os critérios?

Residir no Pará
Não ter contrato em vigência
Não estar atuando em sua área com carteira assinada
Não pode ser servidor público
Não estar inscrito em programas de transferência de renda, como Bolsa Família, Bora Belém ou Renda Pará

4 comentários:

  1. estou desempregado presiso de ajuda do auxílio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso me catarata no auxílio emergencial

      Excluir
  2. não consegui me inscrever hoje desde 09:00 eu fiquei tentando e não abria o site depois do almoço fui tentar novamente, mas já estava esgotado é muito sacanagem isso.

    ResponderExcluir
  3. Não tô mas conseguindo consultar meu benefício

    ResponderExcluir