Header Ads




Bandidos se passam por promotores de Justiça para dar golpes em prefeituras

O MPPA denunciou que os crimes ocorreram em outros Estados da federação e CNMP instaurou procedimento para acompanhar as investigações
Crédito: Ascom/MPPA

A Ministério Público do Pará (MPPA) emitiu um alerta à Prefeituras do Estado nesta quinta-feira, 22, informando sobre incidência de golpes aplicados por bandidos que se passam por promotores e enganam órgãos públicos. A Procuradoria-Geral de Justiça informou que a Comissão de Preservação da Autonomia do Ministério Público (CPAMP) instaurou procedimento interno para acompanhar a persecução e repressão a crimes de estelionato e de falsidade ideológica (consumados e tentados) nos quais os agentes utilizam dados de membros ou o nome da instituição com o objetivo de auferir vantagens indevidas.

De acordo com informações prestadas por diversos ramos do Ministério Público brasileiro, os integrantes da quadrilha utilizam um aplicativo de mensagens para entrar em contato com Prefeituras e Câmaras Municipais, identificando-se como promotores de Justiça e solicitam vantagens, como depósitos bancários e apoio de motorista e veículo nos municípios, durante deslocamento àquelas localidades.

O MPPA informou que são vítimas dos golpistas representantes da magistratura e da advocacia.

Em pelo menos 15 ocorrências já identificadas em todo o país, os golpistas apresentaram-se como promotor de Justiça. Foi levantado, dentre os casos, que o falsário utilizou fotografias de membros do MPMG e do MPRS, em um perfil de aplicativo de mensagens.

Fonte: Ascom/MPPA/ Roma News 

Nenhum comentário