Header Ads




Profissionais da educação e idosos com 60 anos ou mais começam a ser vacinados contra gripe, em Santarém

A gripe é uma infecção viral comum que pode ser fatal, especialmente em grupos de alto risco. O Ministério da Saúde recomenda intervalo entre as vacinas contra H1N1 e Covid-19.
Profissional da saúde segura seringa e dose de vacina contra gripe — Foto: Maurício Vieira/Secom/Divulgação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começará a atender a dois novos grupos prioritários em Santarém, no oeste do Pará. Desta vez, o público alvo será os profissionais da saúde e os idosos com acima de 60 anos.

Gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde e crianças de 6 meses a menores de 6 anos fazem parte da primeira lista de prioridades divulgada e continuam sendo imunizados. Os imunizantes foram repassados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Para se vacinar é necessária a apresentação do Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e a Carteira de Vacinação. Professores devem apresentar um documento que comprove o vínculo com as unidades educacionais, seja da rede privada ou pública.

O Ministério da Saúde não indica a aplicação da vacina da gripe ao mesmo tempo que a da Covid-19, por isso é preciso estar atento às datas. A recomendação é que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário tomem primeiro a vacina contra o novo coronavírus e após um intervalo de, no mínimo, 14 dias tome a vacina contra a Gripe.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sespa), o objetivo da campanha, que iniciou em abril e deve ocorrer até julho, é reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções causadas por três tipos do vírus Influenza: Influenza A/H1N1, Influenza A/H3N2 e Influenza B.

A gripe é uma infecção viral comum que pode ser fatal, especialmente em grupos de alto risco. A doença afeta os pulmões, o nariz e a garganta. Crianças pequenas correm alto risco. Os sintomas incluem febre, calafrios, dores musculares, tosse, congestão, coriza, dores de cabeça e fadiga.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário