Header Ads




Helder isola Márcio Miranda e reduz a pó as articulações de adversários.


Crédito: Reprodução 

O Rei do Norte vem sendo implacável com a possíveis insurgências que no futuro podem torna-se empecilhos na sua reeleição. Helder não tem adversários fortes para a disputa ao governo do Estado. E nos bastidores da política paraense quer diminuir cada vez mais as forças de seus opositores.

A mais recente jogada do governador Helder Barbalho, no tabuleiro eleitoral para 2022, foi a aposta no isolamento do ex-deputado Márcio Miranda, ex-presidente da ALEPA e principal expoente do DEM nas eleições de 2018. Márcio Miranda foi o candidato derrotado ao governo do Pará, com o apoio do ex-governador Simão Jatene (PSDB).

A mexida no tabuleiro veio com a nomeação de Nivan Setubal Noronha para o cargo de Secretário de Estado de Esporte e Lazer (SEEL), homem de confiança do deputado federal Hélio Leite, atual presidente estadual do DEM.

O DEM ao assumir a SEEL, entra para a base do Governador Helder, deixando Marcio Miranda sem prestigio dentro de seu próprio partido. E já cogita-se nos bastidores que Miranda trocará de partido para tentar se consolidar como alternativa politica nas próximas eleições. Será que conseguirá? esperamos as cenas dos próximos capítulos.

Com essa mexida, também joga o pó nos planos de Jatene, limitando ainda mais os passos do ex-governador, “eventual” candidato já que também hoje ele se encontra inelegível, e que estaria disposto a abandonar o combalido PSDB pelo Cidadania, conforme especulações. Deixando Jatene cada vez mais isolado e sem partidos de apoio, caso tente ressurgir no cenário.

Faltando um ano e cinco meses para o próximo pleito, a batalha pela cadeira principal do Pará ainda promete fortes emoções.

Fonte: Pimenta Malagueta |Ponto em Pauta | Foto: Wagner Santana

Nenhum comentário