Header Ads




Mês de junho é marcado por sensibilização contra a Violência à Pessoa Idosa



O isolamento social ocasionado pela pandemia da covid-19, provocou impactos na vida e na rotina das pessoas de todas as idades. No entanto, os idosos fazem parte dos grupos mais afetados com as medidas de afastamento e distanciamento social, assim, a solidão que já era um problema antes da pandemia, foi agravada.

Pensando em maneiras de apoiar esse público, a Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) através do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e a Rede de Proteção a Pessoa Idosa, realiza programação para chamar a atenção quanto a sensibilização Contra a Violência à Pessoa Idosa.

De acordo com a presidente do Conselho, Glaucya Fiori, haverá um ciclo de palestras para a rede de atendimento a pessoa idosa dias 15 e 16 de junho, no Ciam, no horário de 09h00 ás 11h00. “É muito importante fortalecer esse atendimento a pessoa idosa, será um momento de socialização também, pois quem está na linha de frente terá a oportunidade de relatar como está acontecendo esse atendimento”, avaliou Glaucya.

“Infelizmente, com a pandemia, fomos forçados a paralisar nossas atividades presenciais aos idosos, mas não deixamos de acompanhá-los, mesmo que de forma remota. Passamos a estar perto mesmo que distantes. Por meio das redes sociais, desenvolvemos variadas formas de levar assuntos importantes, como a questão da prevenção, cuidados com a saúde e também para a geração de renda. Os idosos sempre foram o nosso grupo mais presente e participativo. São muito importantes para a gestão e devem ser cuidados cada vez mais pela família a qual eles cuidaram durante seus melhores anos”, observou Celsa Brito, Secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social.

O 15 de junho será o dia “D” na programação por ser o “Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa”. Na oportunidade, será divulgado um vídeo nas redes sociais chamando a atenção para o cuidado e proteção a pessoa idosa.



No dia 16 de junho, às 17h00, nas redes sociais, será transmitida uma Live com os Conselhos Municipais dos Direitos da Pessoa Idosa de Santarém e de Mojuí dos Campos, OAB Subseção Santarém e Ministério Público Estadual.





A data

Para educar as novas gerações sobre o tema, foi criado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data, celebrada em 15 de junho, foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, em 2006. Desde então, os trabalhos de conscientização são intensificados a cada ano.



No Brasil, a Constituição e o Estatuto do Idoso asseguram os direitos dessa população. Segundo a lei, é dever de todas (os) garantir a integridade física e psicológica da pessoa idosa. “Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido”, diz um trecho do Estatuto.



Tipos de violência

As agressões contra a pessoa idosa podem ser tipificadas como: violência física, mediante arranhões, beliscões, tapas, socos e afins; negligência, como a privação de medicamentos, descuido de higiene e abandono; violência sexual, caracterizada pelo uso da força para praticar atos sexuais; patrimonial, que consiste no uso não consentido de recursos financeiros e bens; e psicológica, que corresponde a agressões verbais, menosprezo e discriminações.

A auto agressão e autonegligência também são consideradas formas de violência. Quando a (o) idosa(o) se priva de cuidados básicos e ameaça a própria vida ou saúde, por exemplo, é necessário buscar ajuda.
Denuncias

Através do Disque 100, é possível denunciar todo e qualquer tipo de violência praticada contra a pessoa idosa.
Blogdocarpê com informações Autora: Geisa de Oliveira

Nenhum comentário