Header Ads




No mês do Meio Ambiente, Equatorial contabiliza milhares de toneladas de resíduos arrecadados

A empresa também atua com ações sustentáveis para levar energia elétrica de qualidade para áreas distantes no Pará
Crédito: Reprodução 

No mês do Dia Mundial do Meio Ambiente, a Equatorial Energia Pará faz um balanço das suas ações sustentáveis que contribuem para o equilíbrio natural. Desde que começou a ser gerida pelo Grupo Equatorial, em 2012, a empresa implanta projetos de êxito, como é o caso das trocas de geladeiras e a coleta seletiva de resíduos. O primeiro já contabiliza a troca de mais de 47 mil refrigeradores por modelos mais econômicos e que agridem menos o meio ambiente. Já o projeto de reciclagem, arrecadou mais de 10 mil toneladas de resíduos para ter uma destinação adequada e sem poluir o planeta.

Ainda no contexto de eficiência e sustentabilidade, a distribuidora também viabilizou a troca de milhares de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por lâmpadas de LED, que consomem cerca de 80% menos energia e utilizam materiais que agridem menos o meio. “São iniciativas que tiveram muita aceitação dos clientes. Eles participam de forma efetiva e acreditamos que estejamos despertando uma maior consciência, principalmente no que diz respeito e coleta seletiva do lixo”, ressalta o gerente de Meio Ambiente da Equatorial Pará, Ivan Aragão.

A Equatorial Pará também vem aplicando ações sustentáveis para levar energia às áreas mais distantes do Estado. Como é o caso da Reserva Extrativista (RESEX) Verde Para Sempre, localizada em Porto de Moz, no Oeste do Pará e das localidades isoladas no entorno das Ilhas de Tucuruí, no sudeste do Estado, que utilizam placas solares para gerar energia elétrica. Um investimento que atendeu escolas municipais, postos de saúde e centros comunitários, totalizando mais de 3,7 mil unidades consumidoras.

TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL - Os painéis solares possuem vida útil de 20 anos com manutenção mínima e não possuem risco de supressão de vegetação ou outros impactos da natureza, comparado com outras tecnologias de geração. Outra vantagem é o menor custo de investimento em comparação a linhas de transmissão. Tomando como exemplo a RESEX Verde Para Sempre e entrando na esfera ambiental, é possível contabilizar mais 2.100 toneladas de CO2/ano que deixarão de ser lançados para a atmosfera, caso fosse utilizado um grupo gerador de 1 kVA de potência para atender a cada um dos clientes da reserva.

PROGRAMAÇÃO AMBIENTAL – Durante o mês de junho, a Equatorial Pará terá uma vasta programação que envolverá seus colaboradores e públicos externos. Serão tarefas que vão desde palestra de conscientização ecológica a parcerias com secretarias de meio ambiente de municípios para elaboração de ações de plantio de árvores. Dentro dessa programação, a empresa ainda fará a reabertura do posto do E+ Reciclagem do Guamá, que estava fechado. O evento de reinauguração será amanhã a partir de 8h até às 12h, na Praça Benedito Nunes, que é onde vai funcionar o posto.

Ações da Equatorial junto a SECULT também estão no roteiro do mês. Serão levados postos volantes do E+ Reciclagem para diversos pontos da cidade, como o Porto Futuro, Estação de Icoaraci e o Parque da Residência. “Nós temos agentes multiplicadores dentro e fora da empresa, então esperamos criar uma onda de consciência a respeito do nosso planeta, que a cada ano que passa pede por mais cuidados”, finaliza Ivan Aragão.

Blogdocarpê com informações Ascom 

Nenhum comentário