Header Ads




Promotor militar do Pará pede monitoramento de tropas para evitar PM's em atos de 7 de setembro


Crédito: Reprodução/Agência Pará

O Ministério Público Militar do Pará enviou um ofício ao Comando da Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros para que as tropas sejam monitoradas devido aos atos de 7 de setembro. A intenção do ofício é evitar a adesão de policiais e bombeiros nas manifestações que estão previstas para o feriado.

Durante uma entrevista, o promotor militar do estado, Armando Brasil Teixeira, que assinou o ofício, afirma que a solicitação foi feita como forma de prevenir a participação massiva de policiais militares da ativa a atos a favor das manifestações. “Prevenção é tudo. Por isso, a Promotoria Militar imediatamente solicitou ao comando e mais instituições militares estaduais um plano de atuação para impedir que movimentos aumentassem.”, diz.

O promotor sustenta que militares já entram na corporação sabendo das restrições do cargo, incluindo a proibição de manifestações político-partidárias. “A mistura de arma com política não combina. Onde se tem arma, não se pode ter política e vice-versa”, afirma.

Crédito: Reprodução/Agência Pará

Nenhum comentário