Header Ads




Estudo revela que 30 dos 53 PMs que testaram positivo para Covid em Santarém estavam com variante delta

Outras 23 amostras não tiveram condições técnicas para sequenciamento genético. Surto da doença aconteceu durante curso de aperfeiçoamento de sargentos no início de outubro.
Estudo revela que 30 dos 53 PMs que testaram positivo para Covid em Santarém estavam com variante delta — Foto: Divulgação

Após sequenciamento genético das amostras dos policiais militares que testaram positivo para Covid-19 durante curso de sargentos em Santarém, no oeste do Pará, foi constatado que 30 dos 53 militares estavam infectados pela variante delta.

A informação foi divulgada pelo Laboratório de Biologia Molecular (Labimol) da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), após envio de amostras para o Laboratório Central (Lacen) em Belém e, posteriormente, à FioCruz, no Rio de Janeiro.

De acordo com o coordenador do laboratório e doutor em genética, Marcos Prado, 23 amostras não puderam ser sequenciadas por não atender critérios técnicos e não apresentarem condições para fazer o procedimento. Desta forma, o número de infectados pela variante delta poderia ser maior neste grupo.

"O resultado da FioCruz indicou a variante delta. Isso motra que, de fato, a variante chegou à nossa região", disse Marcos.

Saiba mais: Curso de aperfeiçoamento de sargentos é suspenso após 53 PMs testarem positivo para Covid-19

A turma formada por 90 alunos de vários municípios da região iniciou o curso no dia 20 de setembro com aulas presenciais. A previsão era de que as aulas encerrassem no dia 18 de outubro, mas o curso foi suspenso no dia 5 de outubro depois do surto entre os participantes.

Dois dos 53 que testaram positivo deram entrada da Unidade de Pronto Atendimento no dia 10 e devido ao quadro clínico, um foi encaminhado para o Hospital de Campanha de Santarém (HCS) e outro para o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA).

O G1 e TV Tapajós entraram em contato com a Polícia Militar do Pará (PMPA) e questionaram sobre as medidas adotadas para conter novos casos. Até a publicação desta reportagem não havia posicionamento da instituição.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) informou que está analisando os resultados obtidos pelo Labimol. A Sespa ressaltou que o acompanhamento e o monitoramento dos casos é responsabilidade do município e que medidas sanitárias de controle foram adotadas a tempo.

A equipe de vigilância epidemiológica do município com apoio do Centro Regional de Saúde realizou investigações, coleta de amostras e orientou isolamento dos casos, além disso os municípios de residência foram informados para realizar o monitoramento.

Aumento de casos na região

Referência nos estudos mais complexos sobre contágio da Covid-19 na região, o Labimol tem acompanhado a situação da pandemia. Conforme o relatório de produção mensal, no mês de outubro foram feitos 2.060 testes RT-PCR, sendo que 22,7% foram positivos (468) e 77,3% negativos (1.592).

Nesse período, foram constatados aumento em quatro municípios: Santarém, Alenquer, Rurópolis e Mojuí dos Campos. Segundo o Labimol, Santarém apresentou aumento de 300% comparando dados de setembro e outubro, e a tendência é de que o crescimento seja gradativo nos próximos meses.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário