Header Ads




Helenilson Pontes nega relações com Helder e diz que não é contra o Estado do Tapajóse-commerce

Ex-vice-governador do Pará, Helenilson Pontes rechaça informações sobre suposta adesão ao grupo de apoio do governador Helder Barbalho e diz que não é contra a criação do Estado do Tapajós, que deve depender da maioria da população e não de políticos.
O ex-vice-governador do Pará Helenilson Pontes, atual presidente da Executiva Estadual do PSD, não escapou do jogo sujo que tem permeado o ambiente político no Estado. Na última semana, a Federação dos Municípios, cujas ligações políticas são amplamente conhecidas, fez divulgar informações segundo as quais Helenilson Pontes teria se rendido aos encantos do governador Helder Barbalho. Não é verdade, ou, como diz Helenilson, “nada mais falso e enganoso”. 

Em nota à coluna, Helenilson Pontes também esclarece que “não sou e nunca fui contra a criação do Estado do Tapajós”. 

Decisão deve ser do povo, não dos políticos paraenses

 Helenilson afirma que não se envolveu na última campanha plebiscitária por entender que deveria, como vice-governador, respeitar a opinião de todos os paraenses, comportando-se como magistrado, conforme exige o ônus do cargo, e não utilizá-lo como instrumento de proselitismo político em tema tão relevante. Para ele, o tema da divisão do Pará merece, de tempos em tempos, ser revisitado, por razões óbvias, e que deve ser decidido pela maioria do povo paraense e não pelos políticos do Pará. Aliás, Helenilson atribui o malogro do plebiscito de 2011 justamente à apropriação do assunto pelos políticos, que o transformaram em instrumento de ataque ao governo estadual de então, desvirtuando completamente o debate.

Portal do Carpê com informações Coluna Olavo Dutra

Nenhum comentário