Header Ads




Jovem morre após ser atingido por tiro na cabeça em posto de combustível no bairro Maracanã

Vítima identificada como Endy Adley Serra, tinha 22 anos. Ação criminosa foi registrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento.
Endy Serra foi assassinado na manhã deste domingo (7) em um posto no bairro Maracanã, em Santarém — Foto: Cissa Loyola/TV Tapajós

Um jovem de 22 anos morreu no início da manhã deste domingo (7) em um posto de combustível localizado no bairro Maracanã, em Santarém, no oeste do Pará, após ser atingido por tiros na região da cabeça.

A vítima, identificada como Endy Adley Serra, tinha 22 anos. Ação criminosa foi registrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento. O autor dos disparos estava sozinho em uma motocicleta, chegou ao posto, tirou o capacete e ficou de "cara limpa".

Segundo o delegado plantonista, Lucivelton Santos, houve uma briga na casa noturna onde ele estava. Depois, a vítima e uns amigos se deslocaram para o posto, quando chegou uma pessoa, entrou no banheiro e já saiu efetuando os disparos contra Endy.
"Foi de quatro a cinco disparos. Esse indivíduo ainda ameaçou outras pessoas com arma em punho, e fugiu em uma motocicleta", disse o delegado que esteve no local do crime, onde conversou com testemunhas e solicitou as imagens de câmeras de segurança do estabelecimento.

Ainda de acordo com o policial, o caso deve ser encaminhado à Divisão de Homicídios da 16ª Seccional para que seja identificada a autoria e a motivação do crime. "Faremos diligências até a casa noturna para tentar elucidar esse crime. Inicialmente, acreditamos que o fato tenha ocorrido por causa dessa briga", ressaltou Lucivelton.

À polícia, um frentista que testemunhou o crime, disse que após os disparos, os amigos de Endy foram embora, não ficou ninguém.

"É estranho isso! Deve ser porque sabem com quem ele brigou, então essas pessoas não estão querendo se envolver, mas vamos tentar chega na família [da vítima] e pegar mais informações. Vamos chegar ao autor, já temos um nome de quem ele brigou e vamos continuar as investigações", finalizou.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário