Header Ads




Especialista explica a importância da campanha “Janeiro Branco”

Ação acontece em todo o país e é voltada para a prevenção de doenças emocionais
Crédito: Reprodução Sociais 

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde - OMS, o Brasil é o país com o maior número de pessoas com transtornos de ansiedade do mundo, cerca de 18,6 milhões de pessoas, equivalente a 9,3% da população brasileira. Dados estes que cresceram com o distanciamento social, onde os brasileiros tiveram que adaptar seus encontros em família, apenas via internet. Com o objetivo de trabalhar e refletir sobre a saúde mental, o mês de janeiro é voltado para campanha “Janeiro Branco”, que ressalta a importância da prevenção do adoecimento emocional. 

A Campanha é realizada no primeiro mês do ano pelo fato de muitas pessoas traçarem metas para o novo ano, o que costuma se transformar em período angustiante. Para o docente de psicologia da UNAMA - Centro Universitário da Amazônia, em Santarém, Pedro Silva, este período pode ser ainda mais difícil para algumas pessoas por estarmos em meio a uma pandemia. “Esse sentimento de culpa, frustração e perdas, têm causado nas pessoas uma situação de vulnerabilidade quando se fala em saúde mental. Isso faz com que o processo de recuperação seja lento e dificultoso no mundo pós-pandemia”, frisa o profissional.

Alguns dos principais sintomas que uma pessoa com a saúde mental afetada pode apresentar são: Mudança de humor; alto nível de estresse; índice de inutilidade; choros constantes; além de outros comportamentos solitários e isolados frequentes. “A importância dessa campanha é apoiar as pessoas que estão com seu emocional abalado e ajudá-las da melhor forma possível, não como julgamento ou quaisquer que sejam os preconceitos, mas criar estratégias que ajudem nesse enfrentamento do autoconhecimento e autocontrole de seus pensamentos”, finaliza.

Fonte Ascom Unama

Nenhum comentário